FITAS PRETAS NA BOINA

PROFUNDO SIGNIFICADO HISTÓRICO 

Tradição cinquentenária que sempre acompanhou o uso da mítica BOINA VERDE, as duas fitas pretas, pelo elevado simbolismo e incontornável significado histórico que transportam.

BoinaFitasPretas

“…as fitas pretas da boina, são usadas em sinal de luto, recordando a Batalha de Arnhem (Operação MARKET-GARDEN), localidade dos Países Baixos onde os pára-quedistas aliados sofreram mais de 10.500 baixas entre mortos e desaparecidos.”
Continuar a lerFITAS PRETAS NA BOINA

ANGOLA: EXERCICIO DE FORÇAS ESPECIAIS, “VALE DO KEVE 2014” (Conclusão)

Depois de no artigo anterior sobre o exercício VALE DO KEVE 2014 das Forças Especiais da SADC, Southern African Development Community, a Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral, termos falado de aspectos gerais e operacionais, hoje abordamos as inovações relativas à Logística, que não foram poucas, e apresentamos a nossa conclusão.

1-MMachado-DSC_7736Vale-do-Keve-2014-copy
11 de Setembro de 2014. Cerimónia de encerramento no Campo Militar de Kisanga Kungo, junto a Waku-Kungo a 400km de Luanda. A bandeira da SADC, em segundo plano, seria aqui entregue às Forças Especiais do Zimbabwe, que organizarão a edição 2015 deste exercício.

Ler artigo em OPERACIONAL

ANGOLA: EXERCÍCIO DE FORÇAS ESPECIAIS, “VALE DO KEVE 2014” (I)

As forças especiais angolanas organizaram recentemente um exercício multinacional de grande importância regional – VALE DO KEVE 2014 – o qual decorreu no âmbito da sua participação da componente “defesa e segurança” da SADC, Southern African Development Community, a Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral. Estando iminente a participação de Angola com um grande contingente na missão de paz da ONU na República Centro Africana , muito do que aqui se testou será certamente de grande utilidade para essa operação.

1-DSC_7587-Vale-do-Keve-2014
Neste exercício multinacional assistiu-se ao intenso uso de meios aéreos de asa rotativa, quase e sempre em condições muito exigentes para máquinas, tripulações e apoio.

Ler artigo em OPERACIONAL

PÁRA-QUEDISTA GNR HERÓI

Ricardo Rosa
Ricardo Rosa

Por altura do Natal, o militar Ricardo Rosa, 37 anos, salvou em 2010 uma mulher da morte. Encontrou a vítima, de 62, em paragem cardiorrespiratória e conseguiu reanimá-la. E desde então já salvou outras duas pessoas – a última das quais no passado dia 7. O militar, destacado no posto da GNR de Salvaterra de Magos, evitou que uma condutora fosse atropelada.

Ler artigo em: Correio da Manhã

MULHERES DE ARMAS

Começaram devagarinho na Força Aérea nos anos 60, com as enfermeiras pára-quedistas. Hoje, representam 20% do efectivo militar. Afinal, a tropa não é só para homens.
Para os mais cépticos em relação ao ingresso das mulheres nas forças armadas fica uma verdade, elas, as nossas mulheres militares já deram provas das suas capacidades destacando-se dos homens em várias especialidades nos diversos ramos das forças armadas.

Alexandra Serrano Rosa
SAjuPq. Alexandra Serrano Rosa é uma “Mulher de armas”, alcançou destaque ao tornar-se na primeira e única mulher Instrutora Pára-quedista Militar, até hoje.  Continuar a lerMULHERES DE ARMAS

OPERAÇÃO «NEMA» (QUIPEDRO-ANGOLA):50 ANOS DEPOIS

«…As Tropas Pára-quedistas recompensam-se a si próprias, pois que, cada pára-quedista atinge a finalidade primeira e última de todo o militar – a glória.»

(Extracto do louvor concedido pelo SEA ao BCP 21)

INTRODUÇÃO
O autor, António E. Sucena do Carmo, pretende com este apontamento, assinalar e divulgar um importante acontecimento na história de uma das forças militares mais carismáticas de Portugal – os PÁRA-QUEDISTAS – facilmente reconhecidos pela sua inconfundível e mítica boina “verde caçador pára-quedista” e, pelas suas singulares “asas”, vulgarmente conhecidas por “brevê pára-quedista”.

Ler artigo em OPERACIONAL

"Asas ao Peito" – Comunidade desde Maio 2009 – Em renovação, nova plataforma web.